ASP .NET Core - Acessando dados com Entity Framework Core e Migrations (Code-First)

 Neste artigo vamos criar uma aplicação ASP .NET Core MVC que realiza o acesso a dados usando o Entity Framework Core e os recursos do Migrations para criar o banco de dados a partir do modelo.

Esta série de artigos se baseia no original https://docs.microsoft.com/en-us/ef/core/get-started/aspnetcore/new-db com adaptações e ajustes.

Para acompanhar este artigo você precisa ter instalado o Visual Studio Community 2017 com os seguintes workloads e recursos instalados:

Se você não tem nenhuma noção sobre como funciona o padrão MVC e sua implementação ASP .NET sugiro que leia esses artigos :

Criando uma nova aplicação ASP .NET MVC

Abra no VS 2017 e no menu File clique em New Project;

A seguir selecione o template Visual C# -> .NET Core e marque ASP .NET Core Web Application (.NET Core);

Informe o nome AspCore_NovoDB e clique no botão OK;

Na próxima janela escolha a versão ASP .NET Core 1.1 e marque o template Web Application sem autenticação e clique no botão OK;

Teremos o projeto ASP .NET MVC criado contendo a estrutura básica, conforme figura abaixo, que será o nosso ponto de partida.

Instalando o Entity Framework Core 1.1

O Entity Framework Core (EF Core) é uma versão leve, extensível e multiplataforma do Entity Framework. O EF Core introduz muitas melhorias e novos recursos quando comparado com o EF6.x.  O EF Core mantém a experiência do desenvolvedor do EF6.x e a maioria das APIs de alto nível permanecem as mesmas, então o EF Core vai te parecer muito familiar se você conhece o Entity Framework 6.x.

Ao mesmo tempo, o EF Core é construído sobre um conjunto completamente novo de componentes principais. Isso significa que o EF Core não herda automaticamente todos os recursos do EF6.x. Alguns desses recursos serão exibidos em lançamentos futuros (como o lazy loading e a resiliência de conexão), outros recursos menos usados não serão implementados no EF Core.  O núcleo novo, extensível e leve também nos permitiu adicionar alguns recursos ao EF Core que não serão implementados no EF6.x.

Para instalar o Entity Framework em nosso projeto vamos usar a opção do menu Tools-> Nuget Package Manager ->  Package Manage Console.

Você deve instalar o pacote para o provedor do banco de dados EF Core que você deseja acessar. Os provedores atualmente disponíveis podem ser vistos neste link: Database Providers

Neste artigo vamos instalar o provider para o SQL Server.

Abra a janela do Console do Gerenciador de Pacotes clicando no menu Tools-> Nuget Package Manager ->  Package Manage Console.

A seguir digite o seguinte comando : Install-Package Microsoft.EntityFrameworkCore.SqlServer

A seguir vamos instalar o Microsoft.EntityFrameworkCore.Tools para ter acesso às ferramentas de Scaffolding e usar o Migrations em nosso projeto

Na janela do Console digite o comando : Install-Package Microsoft.EntityFrameworkCore.Tools

Criando o Modelo

Agora que temos o suporte ao EF Core vamos criar as classes das entidades e a classe de contexto para a nossa aplicação.

Vamos criar uma pasta chamada "Models" no projeto para nesta pasta definir o modelo de entidades.

Nota: Você pode colocar classes do modelo em qualquer lugar em seu projeto, mas a pasta Models é usada por convenção.

Na janela Solution Explorer, clique com o botão direito do mouse no projeto e selecione Add -> New Folder e informe o nome Models.

As classes são criadas na pasta Models clicando com o botão direito sobre a pasta, selecionando Add -> Class e a seguir informando o nome da classe.

Para simplicar o nosso exemplo vamos criar um único arquivo contendo as nossas classes.

Vamos iniciar criando o arquivo Model.cs e nele vamos definir as classes:

using Microsoft.EntityFrameworkCore;
using System.Collections.Generic;
namespace AspCore_NovoDB.Models
{
    public class BloggingContext : DbContext
    {
        public BloggingContext(DbContextOptions<BloggingContext> options)
            : base(options)
        { }
        public DbSet<Blog> Blogs { get; set; }
        public DbSet<Post> Posts { get; set; }
    }
    public class Blog
    {
        public int BlogId { get; set; }
        public string Url { get; set; }
        public List<Post> Posts { get; set; }
    }
    public class Post
    {
        public int PostId { get; set; }
        public string Titulo { get; set; }
        public string Conteudo { get; set; }
        public int BlogId { get; set; }
        public Blog Blog { get; set; }
    }
}

Registrando o contexto com injeção de dependência

A ASP.NET Core implementa a injeção de dependência por padrão. Os serviços (como o contexto de banco de dados do EF) são registrados com injeção de dependência durante a inicialização do aplicativo. Componentes que requerem esses serviços (como controladores MVC) fornecem esses serviços através de parâmetros do construtor.

Para que os controladores MVC da nossa aplicação utilizem o BloggingContext, vamos registrar o contexto como um serviço.

Para registrar o nosso contexto BloggingContext como um serviço, abra o arquivo Startup.cs e adicione as linhas realçadas em azul ao método ConfigureServices:

using Microsoft.EntityFrameworkCore;
using AspCore_NovoDB.Models

...
....
        // This method gets called by the runtime. Use this method to add services to the container.
        public void ConfigureServices(IServiceCollection services)
        {
            // Add framework services.
            services.AddMvc();

            var connection = @"Server=(localdb)\mssqllocaldb;Database=AspCore_NovoDB;Trusted_Connection=True;";
            services.AddDbContext<BloggingContext>(options => options.UseSqlServer(connection));
        }

....

Nota: Um aplicativo real geralmente colocaria a string de conexão em um arquivo de configuração. Por uma questão de simplicidade, estamos definindo-a via código.

A string de conexão especifica um banco de dados SQL Server LocalDB. O LocalDB é uma versão leve do mecanismo de Banco de Dados do SQL Server Express e destina-se ao ambiente de desenvolvimento não sendo recomendado para o ambiente de produção.

O LocalDB é iniciado sob demanda e é executado no modo user, pelo que não existe uma configuração complexa. Por padrão, o LocalDB cria os arquivos de banco de dados .mdf no diretório C:/Users/<user>.

Criando o banco de dados

Agora vamos usar o Migratios do Entity Framework para criar um banco de dados vazio.

Como já temos um modelo de entidades definido podemos usar Migrations para criar o banco de dados a partir do modelo.

- Abra a janela do Console em Tools-> NuGet Package Manager -> Package Manager Console;

- Execute o comando Add-Migration InitialCreate para gerar uma migração para criar um conjunto inicial de tabelas para o nosso modelo;

- Execute o comando Update-Database para aplicar a nova migração para o banco de dados. Esse comando cria o banco de dados antes de aplicar migrações;

Vamos verificar o banco de dados e as tabelas criados usando o SQL Server Object Explorer (SSOX). Feche o navegador e pare a aplicação.

No menu View clique em SQL Server Object Explorer;

A seguir clique no item  (localdb)\MSSQLLocalDB(SQL Server 13.0.1601)...;

Depois clique no banco de dados AspCore_NovoDB e expanda o nó Table para visualizar as tabelas do banco de dados:

Criando o Controller e as Views do projeto

Se você não sabe o que é um Controller então pode ler os seguintes artigos  :

Os Controllers ou Controladores são os componentes que lidam com a interação do usuário, trabalham com o modelo e, finalmente, selecionam uma exibição de renderização que mostra essa interface ao usuário. Por padrão os controladores são colocados na pasta Controllers da solução.

A criação automática dos métodos Actions para realizar o CRUD e as Views é conhecida como Scaffolding. O Scaffolding irá criar automaticamente os métodos Action e as Views, e, quando você precisar personalizar o código gerado, você pode usar classes parciais ou você regenera o código quando as houver alterações.

Vamos iniciar criando um controlador em nosso projeto. Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta Controllers, e a seguir clique em Add -> Controller;

Na janela Add MVC Dependencies selecione a opção - Minimal Dependencies e clique no botão Add;

O VS 2017 vai adicionar as dependências necessárias para montar o controller.

Após isso repita o procedimento e clique com o botão direito do mouse sobre a pasta Controllers, e a seguir clique em Add -> Controller;

Na janela Add Scaffold selecione a opção : MVC Controller with views, using Entity Framework :

Clique no botão Add.

Agora na janela Add Controller vamos fazer as seguintes definições :

Model Class :  Selecione Blog(AspCore_NovoDB.Models)

Data context class :  clique no botão + e selecione BloggingContext(AspCore_NovoDB.Models) e clique no botão Add;

Ao clicar no botão Add, o mecanismo de Scaffolding do Visual Studio irá criar um arquivo BlogsController.cs, na pasta Controllers, e um conjunto de Views (arquivos .cshtml), na pasta /Views/Blogs, que funcionam com o controlador.

Quando você executa o aplicativo e não fornece nenhum segmento de URL, o padrão usado será o controlador "Home" e o método "Index", especificado na linha template definida acima.

Execute o projeto teclando F5 e a seguir navegue para /Blogs.

Você verá a página abaixo exibida sem nenhuma informação pois as nossas tabelas estão vazias:



Clique no link Create New e inclua a Url de um novo blog:

Ao clicar no botão Create teremos a exibição do blog conforme mostrado abaixo:

E assim concluímos a criação da nossa aplicação ASP .NET MVC Core usando o Entity Framework Core para a partir do modelo criar o nosso banco de dados o controlador e as views.

Pegue o projeto completo aqui :  AspCore_NovoDB.zip

"Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo." João 1:17

Veja os Destaques e novidades do SUPER DVD Visual Basic (sempre atualizado) : clique e confira !

Quer migrar para o VB .NET ?

Quer aprender C# ??

Quer aprender os conceitos da Programação Orientada a objetos ?

Quer aprender o gerar relatórios com o ReportViewer no VS 2013 ?

  Gostou ?   Compartilhe no Facebook   Compartilhe no Twitter

Referências:


José Carlos Macoratti