Visual Studio - Iniciando com Node.js - Criando um servidor web - II

 Neste artigo eu vou  continuar a mostrar os conceitos básicos para iniciar o desenvolvimento com Node.js usando o ambiente do Visual Studio.

No artigo anterior apresentei alguns fundamentos básicos para poder usar o Node.js, e, neste artigo vou continuar incrementando a aplicação que iniciamos.

Se você esta chegando agora deve ler o meu artigo - Visual Studio - Bem-Vindo Node.js : desenvolvendo para Node.js na plataforma .NET - que mostra como configurar o seu ambiente do Visual Studio para usar o Node.js.

Programação orientada a eventos

A principal filosofia por trás do Node é a programação orientada a eventos. O que significa que você como desenvolvedor tem que compreender quais eventos estão disponíveis para você e como você pode responder a eles.

Se você esta chegando agora deve ler o meu artigo - Visual Studio - Bem-Vindo Node.js : desenvolvendo para Node.js na plataforma .NET - que mostra como configurar o seu ambiente do Visual Studio para usar o Node.js.

Programação orientada a eventos

A principal filosofia por trás do Node é a programação orientada a eventos. O que significa que você como desenvolvedor tem que compreender quais eventos estão disponíveis para você e como você pode responder a eles.

Para os desenvolvedores Visual Basic e C# esse não é um conceito novo, visto que quando criamos uma aplicação Windows Forms, WPF ou mesmo ASP .NET Web Forms, temos que tratar os eventos que são disparados pela interação com o usuário. Assim sabemos que quando um usuário clica em um botão temos que tratar o evento Click associado.

Com o Node existe uma pequena diferença : quanto trabalhamos com o Node temos que lembrar que os eventos estão ocorrendo do lado do servidor.

Em nosso servidor web criado no artigo anterior, cujo código estou repetindo abaixo, o evento esta implícito:

var http = require('http')
http.createServer(function(req,res) {
     res.writeHead(200, { 'Content-Type' : 'text/plain' });
     res.end(' Macoratti .net - Visual Studio e Node.js');
}).listen(3000);
console.log('Servidor iniciando em localhost:3000; pressione Ctrl-C para encerrar')

 

O evento que esta sendo tratado é uma requisição HTTP.

O método http.CreateServer usa uma função como um argumento; essa função será invocada a cada vez que uma requisição HTTP for realizada, e nosso programa apenas define o tipo de conteúdo para texto plano e envia a string 'Macoratti .net - Visual Studio e Node.js'

Roteamento

O roteamento é um mecanismo para servir o cliente com o conteúdo que ele solicitou. Para aplicações web baseadas em aplicações cliente/servidor, o cliente especifica o conteúdo desejado na URL: path e a querystring.

Vamos então expandir nosso exemplo para fazer algo mais interessante. Vamos servir um web site que consiste de uma página Home, uma página Sobre e uma página Não Encontrada.

Por enquanto vamos continuar servindo apenas texto plano ao invés de HTML.

Abra o projeto VS_Node_Servidor, que foi criado no artigo anterior, no Visual Studio 2015 Community e altere o código do arquivo server.js conforme abaixo:

var http = require('http');
http.createServer(function (req, res) {
    res.writeHead(200, { 'Content-Type': 'text/html' });
    // normalizar url removendo cadeia de consulta (querystring), a barra final à direita e 
    // tornando tudo em caixa baixa
    var path = req.url.replace(/\/?(?:\?.*)?$/, '').toLowerCase();
    switch (path) {
        case '':
            res.writeHead(200, { 'content-type': 'text/plain' });
            res.end('Home');
            break;
        case '/sobre':
            res.writeHead(200, { 'content-type': 'text/plain' });
            res.end('Sobre');
            break;
        default:
            res.writeHead(404, { 'content-type': 'text/plain' });
            res.end('Not found');
            break;
    }
}).listen(3000);
console.log('Servidor iniciado em : localhost:3000; tecle Ctrl+C para terminar...')

Após salvar executando o  projeto iremos obter o seguinte resultado:

1- Inicialmente teremos a janela do Console exibindo a mensagem que o servidor esta atendendo e podemos abrir o Navegador:

2- Digitando a URL : localhost:3000/ iremos obter:

3- Digitando a URL : localhost:3000/sobre,  teremos:

4- Digitando a URL : localhost:3000/macoratti ou qualquer outra URL :

Obtivemos o comportamento esperado onde qualquer querystring (localhost:3000/?teste=100) será ignorada, e, qualquer outra URL irá servir a página Not Found.

Servindo recursos estáticos

Agora que temos o roteamento funcionando vamos servir HTML e também uma imagem. Esses recursos são conhecidos como recursos estáticos pois eles não se alteram.

Para realizar essa tarefa usando o Node temos que fazer o trabalho de abrir o arquivo, ler o arquivo e então enviar o seu conteúdo para o navegador.

Vamos então criar um diretório em nosso projeto chamado public e nesta pasta criar os arquivos home.html, sobre.html, 404.html.

Clique com o botão direito sobre o nome do projeto e a seguir clique em Add-> New Folder e informe o nome public;

Selecione a pasta public e no menu Project clique em Add New Item;

Selecione o template HTML file e informe o nome home.html:

Defina o conteúdo do arquivo home.html , incluindo : <h1>Página Home</h1> apenas para identificar a página:

Repita o procedimento acima e crie os arquivos sobre.html e 404.html.

Vamos criar também no interior da pasta public outra pasta chamada img e vamos incluir nesta pasta um arquivo imagem qualquer.No exemplo eu inclui a imagem maco.jpg.

Ao final nosso projeto terá a seguinte estrutura:

Servindo recursos estáticos

Finalmente vamos alterar o código do arquivo server.js criando uma função para abrir e ler os arquivos que vamos servir pelo nosso servidor.

Inclua o código abaixo no arquivo server.js :

var http = require('http');
fs = require('fs');
function serverStaticFile(res, path, contentType, responseCode) {
    if (!responseCode) responseCode = 200;
    fs.readFile(__dirname + path, function (err, data){
        if (err) {
            res.writeHead(500, { 'Content-Type': 'text/plain' });
            res.end('500 - Internal Error');
        } else {
            res.writeHead(responseCode, { 'Content-Type': contentType });
            res.end(data);
        }
    });
}
http.createServer(function (req, res) {
    res.writeHead(200, { 'Content-Type': 'text/html' });
    var path = req.url.replace(/\/?(?:\?.*)?$/, '').toLowerCase();
    switch (path) {
        case '':
            serverStaticFile(res, '/public/home.html', 'text/html');
            break;
        case '/sobre':
            serverStaticFile(res, '/public/sobre.html', 'text/html');
            break;
        case '/img/maco.jpg':
            serverStaticFile(res, '/public/img/maco.jpg', 'image/jpg');
            break;
        default:
            serverStaticFile(res, '/public/404.html', 'text/html', 404);
            break;
    }
}).listen(3000);
console.log('Servidor iniciado em : localhost:3000; tecle Ctrl+C para terminar...')

 

- Criamos a função serverStaticFile para abrir e ler os arquivos html.

- O método fs.readFile() faz a leitura de forma assíncrona dos arquivos especificados

- Após a leitura do arquivo é executa o retorno de chamada da função

- Se o arquivo não existe ou ocorrer qualquer outro erro a variável err é definida e a é retornado o código 500 indicando o erro.

- __dirname resolve o nome do diretório onde o script que executa o código reside

Executando o projeto novamente veremos que as páginas HTML serão servidas e exibidas no navegador.

1- Digitando a URL : localhost:3000 teremos:

Para exibir a imagem maco.jpg que esta na pasta /public/img do projeto digite : localhost:3000/img/maco.jpg

Digitando agora qualquer outra URL teremos:

Avançamos um pouco com nosso projeto, mas aposto que você não esta muito animado com o que tem visto. Afinal, estamos replicando o que um servidor Apache ou IIS faz automaticamente para você.

Então aguarde a próxima parte do artigo onde vamos apresentar mais recursos do Node e veremos como usar o Express, um framework web rápido e minimalista para Node.js.

O Express é um framework para aplicativo da web do Node.js mínimo e flexível que fornece um conjunto robusto de recursos para aplicativos web e móvel.

Com uma miríade de métodos utilitários HTTP e middleware a seu dispor, criar uma API robusta é rápido e fácil.

O Express fornece uma camada fina de recursos fundamentar para aplicativos da web, sem obscurecer os recursos do Node.js que você conhece e ama.

fonte: http://expressjs.com/pt-br/

Aguarde a próxima parte do artigo...

Veja os Destaques e novidades do SUPER DVD Visual Basic (sempre atualizado) : clique e confira !

Quer migrar para o VB .NET ?

Quer aprender C# ??

Quer aprender os conceitos da Programação Orientada a objetos ?

Quer aprender o gerar relatórios com o ReportViewer no VS 2013 ?

  Gostou ?   Compartilhe no Facebook   Compartilhe no Twitter

Referências:


José Carlos Macoratti